terça-feira, junho 29, 2010

DOS MEUS GRANDES AMORES - II - CECÍLIA MEIRELES

NO MISTÉRIO DO SEM FIM
EQUILIBRA-SE UM PLANETA
E NO PLANETA UM JARDIM
E NO JARDIM UM CANTEIRO
E NO CANTEIRO UMA VIOLETA
E SOBRE ELA, O DIA INTEIRO,
ENTRE O PLANETA E O SEM FIM
A ASA DE UMA BORBOLETA

CECÍLIA MEIRELES

Nenhum comentário: