sexta-feira, julho 15, 2011

BLOGAGEM COLETIVA - 5ª FASE - MATURIDADE


Olá,  Rosélia, Gina e Rute, meninas incríveis com suas idéias maravilhosas!
Maturidade: a palavra não me assusta, mas dá-me a compreensão do aprendizado rumo à sabedoria. Sabedoria que nos completa a ponto de dizermos;"queria ter essa cabeça no meu corpo de 18".
Penso que a maturidade é o caminho para a calmaria do furor da adolescência e das paixões avassaladoras da juventude. Como já havia dito,  fui morar no Rio de Janeiro, casei-me lá e,  pelo Tony que não queria que seu primeiro filho viesse após a pílula, novidade com muitos rumores, já engravidei. Prestes ao nascimento, as embaixadas foram transferidas para Brasília e lá foi Tony preparar nosso apartamento e eu fui para a casa de minha mãe, para dar à luz, mesmo porque lá havia o apoio de todos os nossos familiares, o médico e o hospital conhecidos. Olha só  minha primeira filha: Vanessa, foto tirada na Embaixada da Alemanha.


Moramos pouco tempo, praticamente, mas foram anos de intenso aprendizado e prosperidade. Logo que cheguei, havia sido anulado um concurso público para professores e na nova inscriçao, fiz o concurso público para dar aulas e consegui passar. Trabalhar foi a minha paixão ,minha desenvoltura e meu dinheiro. Que felicidade!  Com meu primeiro salário comprei uma máquina de costura para minha mãe: Vigorelli Robô e uma máquina de lavar roupas. Que realização!!! Minha primeira classe ficava no Engenho das Lages, área rural, onde havia uma extração de areia, na divisa do Distrito Federal com Goiás e só tinhamos a carona como meio de transporte. Olha só, éramos três professoras, numa mesma sala, dando aulas. Fomos tão abençoadas que muitas vezes as pessoas desviavam seus caminhos para nos deixar em casa. Nunca nos aconteceu nada. Intenso aprendizado na profissão.  


Ficamos um ano lá e logo fomos para a cidade. Foi muito legal e não me esqueço do cuscuz que a merendeira fazia. O que mais me chama a atenção é que recebíamos muita gente que iam nos visitar em casa; eram  parente próximos, amigos e por incrível que pareça, por eu morar lá, há quase que uma comunidade de professores que  permaneceram e lá estão  até hoje. Até a irmã caçula, a da foto,  de minha mãe foi morar lá, mas sairam depois que eu saí.

Eu amava morar em Brasília; não me importava em nada o fato dela estar no meio do Brasil, tendo como únicas vizinhas as cidades de Goiânia e Anápolis. Acrescentei ao meu curso Normal, mais um ano com "Estudos Adicionais". Era só felicidade. Quando engravidei novamente e cursando a faculdade, veio o convite para Tony vir aqui onde estou até hoje, com proposta melhor de salário, maior segurança, pois a cada mudança de embaixador era aquela inquietude e também para não desapontar o irmão que era pedido dele, Tony aceitou o convite.  Muito a contra gosto eu vim. Chorei uma semana, inconformada de deixar meu trabalho e a cidade que eu amava, para estar aqui, numa cidadezinha, provinciana. Eu sentia que estava regredindo. O lugar que ficava a casa em que eu ia morar era a vila particular dos donos da empresa, típica vila italiana com imensos gramados, jardins com caramanchões espalhados, lago, quadras de tênis. Só atrás da janela do meu quarto haviam sete palmeiras imperiais, lindíssimas e na frente da casa um pé de jatobá gigantesco. Bem,  nasceu Randall e com isso fiquei um ano parada cuidando dele. E a vida foi se ajeitando. Nas férias , sempre viajávamos  para o Rio, para Brasília, para a praia. Foram tempos de prosperidade e morando nessa vila, vinha gnte prá caramba nos visitar. E quantos, por estarmos aqui, vieram e permanecem aqui até hoje. Muito interessante! 



Lembrança de nossas férias. Ventava tanto e estava nublado  aqui no Corcovado, que parecíamos flutuar,nesse dia. Fomos a uma infinidade de museus. 


Outra lembrança: voltamos à Brasília para que Vanessa e Randall a conhecessem. Jogando moeda no lago que separa a residência oficial da presidência. Qual desejo? Adivinhem!
Voltei a dar aulas e na primeira oportunidade de prestar concurso púbico eu prestei, passei e minha vida aqui profissionalmente ficou melhor, pois fiquei efetivada com classe para sempre, até no dia de me aposentar.

Viagem para Itaipava. Aqui Serra dos Órgãos para conhecer o pico Dedo de Deus. Esse casal maravilhoso: Maria luiza e Adenildo, meus compadres de Itaipava, moraram conosco em Brasília e éramos como irmãos. Amizade solidificada que a distância não esfriou. Foi para Itaipava que tentei morar quando me aposentei. Morei lá um bocadito.
Bem, a vida transcorria bem, morávamos com muita beleza e conforto, mas eu sempre inquieta para ter meu cantinho, a minha casa e começamos a luta para obtê-la. No dia 10/06/1983 , deixando os outros na outra casa, Tony e eu a inauguramos, e como!!! Resultado: fiquei grávida de Raïssa.
Essa foto é atual, mas ela tinha muro baixinho imitando fazenda, com mourões, na frente. Os ciprestes italianos eram do tamanho do Tony.
Mudamos para essa casa e nela também  vieram muita pessoas a nos visitar. Pessoas que não víamos há décadas e décadas. Pessoas que vieram e ficaram na cidade. A família do Tony, também era assídua e os Natais eram eram lindos e sempre com a casa decorada e cheia.  Logo que me mudei para essa casa, também consegui minha remoção da escola para a escola do bairro em que eu morava. Era uma bênção. As crianças cresceram. Os empregos do Tony, também mudavam,  e até que um dia recebi a notícia: ia ser vovó. Eu fiquei tão feliz porque minha mãe havia alcançado ser bisavó que dizia pra todo mundo que minha mãe ia ser bisavó, me esquecendo que eu ia ser avó. Randall não se casou, mas quis muito a criança. Tentaram viver juntos, mas ela preferiu outro tipo de vida e me deixou Gabriela que acabou sendo e está sendo criada por mim. Meu sonho de aposentadoria se concretizou e logo quis mudar-me para as montanhas de Itaipava, R.J. Pusemos a casa à venda e Randall com Tony foram morar lá. Eu não fui porque aposentada no estado mas eu trabalhava num   colégio particular e não queria perder aquela boa fonte de renda. Resumindo: fui demitida e arrumei as malas para estar com eles. Aqui ficou minha mãe com minhas duas filhas. E íamos e vinhamos. Minha mãe faleceu e não deu um ano da morte dela, Tony também faleceu. Veja aqui . "Não dá mais prá segurar: explode coração"!!!  Encerro assim.

42 comentários:

Lucinha disse...

Maria Luiza,

Já disse muitas vezes. Sua história de vida cabe num livro.
Fiquei lendo e muito concentrada em tudo que você contou. Enquanto lia, viajava nas situações.
Uma bela história cheia de lutas, alegrias e muitas emoções.
As fotos que você postou são muito lindas também. Dá pra ver claramente a felicidade no seus sorrisos.
A vida não termina aqui, simplesmente a 5ª Fase da Blogagem, e tenho certeza que você ainda terá muitas histórias lindas pra nos contar.
Sei que você se emociona quando fala da perda de sua mãe e de seu esposo. Mas Deus é tão bom que lhe deu Gabriela, e ela vai lhe dar muitas alegrias.
Muito emocionante o seu relato.
Beijos

✿ chica disse...

Guriiiiiiiiiiiiiiiiiiia de Deus! Estou emocionada aqui...Li tua linda história adorando as fotos e relatos e quando chega na triste perda, foi dolorido demais! Credo!

Ainda bem que és forte e suportaste bem isso, pois não deve ser fácil...

Foi muito lindo saber mais de ti ,pessoinha que gosto tanto!


Estou fechando hoje s blogs e tem aviso neles ,quais ficarão abertos! um beijo , tudo de bom, te cuida,tá? beijos,chica

disse...

Seu relato de vida e sua maturidade emocionam a qualquer pessoa. Que testemunho de amor minha querida amiga. Li também o post da declaração de amor mais linda ao seu esposo. E me senti muito parecida a ti. Amo meu esposo assim também e às vezes me pergunto o que seria de mim sem ele?
Mas é no sofrimento que aprendemos. e li agorinha mesmo..."se você tem uma dificuldade que consegue com a força de Deus carregá-la com alegria: Parabéns! Pois essa é a sua cruz, e te levará à vida eterna!" Li essa frase aqui -
http://cotidianoespiritual.blogspot.com/2010/10/importancia-da-cruz.html -
que fala sobre a Importância da Cruz.
E você soube, sabe e saberá sempre carregar a sua cruz poi com ela caminhará sempre Jesus para lhe ajudar e lhe dar forças.
Parabéns pelo testemunho de vida e partilha de sua rica e abençoada vida.
Beijos amiga querida que tanto me ensina e me é de exemplo.
Ro!

Nova Civilização disse...

Foi muito bom ler essa partilha. Eu tb morei em Brasília, meu marido vive ,transferido, de um lugar para o outro e assim vamos conhecendo vários lugares... Em Itaipava tb tivemos uma linda história com as crianças! Me emocionei muito,

obrigada,

beijos

Gisele

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
No dia de hoje, espero encontrá-la assim:

"Aquecida em ternos orvalhos de fina luz". (Mari Bózoli)

Amiga, temos pontos em comum: somos professora e compramos, com o primeiro salário, algo para a casa paterna... Foi uma linda experiência!!! Em meu caso foram alguns móveis (jogo de sofá e cozinha vermelha completa)...
Perder a quem se ama deixa marcas que um apagador não vai resolver... se antes ele era o nosso alido (o apagador nas classes de aula) agora ele não resolve mais... Luto eterno pelo amor perdido, como também disse em eu post!!!

E, quando retornar, no próximo mês, esteja perfumada:

" Flores orvalhadas nas manhãs,
banhadas pelo sereno do entardecer,
carregadas de fragrâncias exóticas ou não,pálidas como a neve ou rubras de emoção". (Meliss)

Bjs de paz e boas férias de meio de ano com tudo o que vc se sentir com direito... também estarei de férias até o início do mês com post programado alguns...

SOL da Esteva disse...

Maria Luísa

O relato da Vida e das Vivências, é das coisas mais sublimes pelo despertar das Lembranças.
Assim se revive o passado com a emoção do presente.

Beijo

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

soniaconsult disse...

Eu comprei pra minha mãe, com meu primeiro salário uma tv.
e depois troquei toda a cozinha dela.
Que ela tem até hoje. Tudo novinho e bem cuidado.
Tua história é fascinante!
Viajei por cada lugar...
bjos

Gina disse...

Acompanhei com um livro seu relato de vida.
Se não tivéssemos optado pela aposentadoria, o marido e eu, teríamos morado em Brasília.
Difícil fazer essa retrospectiva sem se emocionar.
Você teve grandes realizações,motivo para ser grata por tudo que viveu, não é mesmo?
O lado bom é saber que a vida continua e a alma humana tem um grande poder de ligação com seus queridos.
Fique em paz e muito grata pelo seu emocionante relato.
Bjs.

Socorro Melo disse...

Maria Luiza,

Com a maturidade, quantas histórias lindas e emocionantes temos para contar!
Gostei muito do seu relato, das suas experiências de vida, do seu dinamismo e do seu grande amor pelo Tony.

Seja muito feliz, amiga! Que Deus a abençoe.
Socorro Melo

Calu disse...

Maria Luiza,
acho que pelo seu relato, tbém lhe aconteceu o mesmo que comigo:um verdadeiro retorno às lembranças que julgávamos guardadas e as descobrimos ainda vívidas na memória. Temos muitíssimo em comum.Desde o fato de termos morado e adotado Brasília como cidade de nosso coração;às coincidências profissionais e familiares.
Como é reconfortante encontrarmos, mesmo que seja virtualmente, pessoas com tamanha afinidades.
se cada uma de nós, que participamos dessa BCFV nos dispuséssemos, seríamos autoras de belas e tocantes biografias.
Adorei saber mais sobre vc e os seus.Paz e bem!
Bjkas,
Calu

AnaCristina disse...

que bela historia! e vc escreve muito bem! ah..brasilia....conhecó...fui algumas vezes....cidade muito diferente do que estou acostumada, mas adorei a temporada que estive la! certa vez fiquei 20 dias direta e conheci muitos lugares....queria muito levar minha familia para conhecer....mas é muito longe de ribeirao preto.....bom, vamos por enquanto sonhar e mais tarde planejar! parabens pela postagem! depois faz uma visitinha na minha participação e na participação da mamãe:
meu blog:
http://anacristinap.blogspot.com/2011/07/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html

blog da minha mãe:
http://mariazinhap.blogspot.com/2011/07/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html

bjo bjo
anacristina

AnaCristina disse...

voltei pra dizer que vc esta mais bonita atualmente! bjo bjo

ensinoregular disse...

Maria Luiza,acabo de ler teu comentário sobre minha blogagem.Obrigado.Fiquei encantada com os subsidios que tens do decorrer do teu processo de maturidade,Realmente é muito confortante tua história de vida.beijos

Lulú disse...

Olá Maria Luiza.
Que vida cheia de vai e vem, que luta!
Muito bom saber que você é uma vencedora.
Beijos.
Maria Luiza (Lulú)

Eva disse...

Maria Luiza querida, toda tua transparência se explica na tua história de vida, de muitas lutas, alegrias, perdas e vitórias, uma mulher de fibra, com um coração imenso e uma força de vida espetacular, não me surpreendeu, imaginava muito fundamento na tua história, passas muita verdade e força, eu me emocionei, porque pessoas como você que aproveitam a vida como ela se proporciona, tirando o melhor dela, não são tantas, pessoas que valorizam a familia e os afetos,não são tantas que tem a coragem de ser feliz, parabéns! beijo grande, obrigada pelo teu carinho.

Gleyce K disse...

Nossa flor, me emocionei com sua história...

http://mundofashionfemenino.blogspot.com/

http://olhaotititi.blogspot.com

Beijinhos!!!

Valéria disse...

Oi Maria Luiza!
Que história linda e emocionante!
Toda pautada no amor e dedicação!
Bela participação!

Beijo e ótimo fds!

ensinoregular disse...

Querida amiga,agradeço novamente pelos suas mensagens sobre minha postagem,a frase a qual te referes é a seguinte:"A maturidade começa a crescer quando se começa a perceber que a sua preocupação passa ser com os outros e moner com voce mesmo."Bom fim de semana.beios

Betty Gaeta disse...

Oi Maria Luiza,
Por um lado eu gosto muito da maturidade, pois dá serenidade para pensar, refletir e tomar decisões mais sábias, mas por outro lado eu temo a falta de coragem. Qdo eu era mais nova, eu era mais intrépida. Eu arriscava muito, às vezes perigosamente.
Adorei a sua história e acho que gostaria de ter uma história mais plana como a sua para contar, mas transformei minha vida em uma montanha russa, com 4 casamentos, vários empregos, muita correria e instabilidade e, pelo que eu me lembro, estava em uma fase estável em todas as fases pelas quais passei, como me sinto estável agora, mas tenho medo desta minha suposta estabilidade, pois nunca sei quando a máquina vai começar a correr e a minha inquietude vai reinar.
Bjkas e um final de semana maravilhoso para vc.

www.gosto-disto.com

Meru Sâmi disse...

Oi, amiga!

Estou sem palavras e sem fôlego, por ler como se o final fosse fugir, ufa, não fugiu, mas acabou com uma saudade. Lembra-se, " saudade é o amor que fica.".
Linda história de vida, lindamente contada por uma pessoa muito linda também.

Que Deus continue a abenço-a-la!

Josiane Rodrigues disse...

Olá, passei por aqui e adorei o que vi e é claro que já estou te seguindo, depois aparece para me fazer uma visita (http://coisasdejosiane.blogspot.com/), ficarei muito feliz.
Enorme beijo.

Mariazinha disse...

adorei a sua postagem....amo seu nome ....era o nome de minha avó paterna que eu adorava...maria luiza.....beijos

Renata Boechat disse...

Minha amiga,

Escreveste uma bela história...e tenho certeza que ela ainda não terminou...neste seu livro ainda existirão muitos capítulos a serem preenchidos!

Você me passa sempre uma ótima energia, e mesmo sem conhecê-la pessoalmente já te gosto!

Renata

Anne Lieri disse...

Maria Luiza,quanta emoção nesse seu relato!Uma vida muito triste,com perdas doloridas,mas vc sempre muito forte,amiga!Fiquei muito emocionada!Lindas fotos e história de vida!Bjs,

Suellen disse...

oieeee
obrigada por sempre passar no meu blog e me deixar um recadinho...fico feliz...
entao ate ja pensei em escrever um livro sim mas nunca peguei firme mesmo para colocar a ideia em pratica..rs.
bjaoooo fica com Deus!

piedadevieira disse...

Maria Luiza, só hoje pude retornar para responder a atenção de todos vocês.
Olha, querida, como disse no meu post, só a fé pode nos confortar nesses momentos de luta.
Seu relato de vida é fantástico!Um exemplo para muitos dos jovens que ainda não viram nada e pensam que sabem tudo.
Beijos, amada e continue em frente, o deserto é grande e cansativo, mas há um oásis logo ali na frente.
Beijos

RUTE disse...

Ó gente, Maria Luiza,
terminei em lágrimas, querida.

Até eu já estáva apaixonada pelo seu Tony. Esse homem tinha aspecto dum Deus mitologico. Lindo de morrer! E se além de lindo por fora, ele era lindo por dentro, imagino sua dor.

Peço desculpa se a BCFV veio fazer seu coração sangrar...
Você teve com ele uma vida de sonho. Calculo que não se conforme com a perda.
Beijo de acalmia no seu coração.
Rute
(que lindo romance o vosso)

Regina F.Murbach disse...

M.Luiza sua vida é uma história maravilhosa, lembro-me bem quando chegou na escola do Bairro, como efetiva. Logo fizemos amizade e vc tornou-se uma grande mestre para mim que estava começando, mestre é até hoje,pois ainda me ensinas muito.Lembro-me com saudade da sua mãe e do Tony. um forte abraço Regina.

Felipa disse...

Maria Luiza, este seu relato é emocionante demais, penso que você chorou ao escrevê-lo pois são lembranças muito intensas.
Seus filhos têm muita sorte em tê-la, você é um anjo. O seu Tony era um charme, parabéns por tê-lo tido como marido e pela felicidade que viveram.
Gostei muito de conhecer esta parte da sua vida, e você era (e é!) lindíssima!
Bj

Fabiana Tardochi disse...

Oi!
Sua história é sempre linda e me emociona conhecer sempre um pouquinho mais. Adoro estar aqui e no seu outro blog. Me faz um bem danado!
Te admiro muito, viu.
Beijos e um ótimo final de semana

Bel Rech disse...

Fiquei emocionada com seu post, principalmente no final...
Linda postagem.
Paz e bem

Esplendor da Criação disse...

Vida cheia de vida é o que dá sentido a nossa vida querida. Amor, dor, emoção fazem parte da vida e não tem como evitar, como não podemos evitar as lágrimas aqui lendo seu relato. Deus é nossa força. Que a paz do Senhor, esteja sempre contigo. Bjs.

Rachel disse...

Amiga, li cada palavra dessa sua narrativa imaginando cada cena e não sei porque senti que o fim seria esse, acho que por das outras vezes já ter visto você falar dessa perda, imaginei que assim seria.
Mas Deus é sábio e como você mesma disse o que dele volta para ele, a nós resta a saudade!
Um grande abraço!

Irio Domingos disse...

Olá, passando por aqui para agradecer pela visita e pra dizer que fiquei impressionado com seu relato de vida e particularmente com o seu Amor por Tony, contudo se me permiti, lembre-se sempre a Morte não é o Fim é apenas o começo de uma Nova Jornada. Irio Domingos

Anônimo disse...

A Senhora é um encanto.Gosto muito de visitar o seu blog. Muita Paz para si e continue sempre assim. Beijinhos.
Nelinha

Flora Maria disse...

Maria Luíza, que linda história de amor !!!
Acompanhar sua trajetória foi emocionante, amiga !
Nas idas e vindas do destino, a maturidade chegando e o amor acompanhando de perto seus passos.
Bela participação !

Beijo

PS: como v. viu no meu blog, ando bastante ocupada e com pouco tempo para acompanhar as postagens mas, mesmo atrasada, cheguei até aqui!

Daniela disse...

Que história maravilhosa que nos partilha , parabéns e obrigada pela oportunidade de poder partilha-la, grande abraço freterno em seu coração...

Irene Moreira disse...

Maria Luiza
Que história de vida e quanto aprendizado.
Uma linda família que nos ajuda a segurar a saudades daqueles que se foram.

Sempre bom compartilhar esses momentos com você.

Beijos

Almas Castelos disse...

Concordo com a Lucinha. Voce deveria escrever um livro. Como é bom recordar os bons momentos...

Cláudia disse...

Que lindo, Maria Luiza. Mais um episódio fascinante desse livro maravilhoso que é a sua vida. Você escreve de uma maneira, que prende a nossa atenção a 100 por cento! Amei cada pormenor, que vida tão bonita e tão preenchida. Também sou professora, mas neste momento estou numa situação de instabilidade, as coisas não estão fáceis. Mas melhores dias virão. Adorei o seu texto, bem como os anteriores.
Beijinhos

ⓣⓔⓡⓔⓢⓐ ⓒⓡⓘⓢⓣⓘⓝⓐ disse...

Oiee!!
Que vida.....intensa.Bebi cada palavra de sua história.Sua alegria de ser mãe e ensinar vibram em cada frase.
Obg por compartilhar momentos tãos teus e agora nossos!!
Bjss♥ e paz!!

maria Luisa disse...

Que lindo post, mulher!
...nem sei o que dizer, fiquei emocionada!
Um bj bem grande pra grande mulher que és!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...