sábado, julho 30, 2011

QUANDO O MUNDO SE TORNA TÃO PEQUENO ...

Gosto muito dessa foto. O gato  espia o mundo pela janela.
Será o mundo dele tão vasto quanto o nosso?
Sempre a noção dessa vastidão esteve presente em nossas mentes.
O que era uma noção agora é realidade.
A mídia entrou derrubando portas e janelas de cada um.
De repente o mundo está agora na minha frente.
Digo isso porque amo visitar  os blogues finlandeses, suecos, dinamarqueses,  russos, alemães, enfim, dos lugares do mundo que agora está tão pertinho. A um clique.
Maravilha! As blogueiras do lado de lá amam artesanato: crochês e bordados, creio ser a tônica principal.
Eu amo essa arte e até já postei alguns poucos bordados feitos por mim que sobraram ao longo dos anos. Crochê se tornou uma frustração, pois não aprendi. Colecionei muitos, para fazer quando eu me aposentasse, mas até agora nada...
E movida pelo sentimento de carinho,  mostro a vocês.

Foi feito pela minha bisavó, para o meu enxoval.
Só me restou essa única peça de um joguinho.
Vou emoldurá-la.


Bem, essa já era peça única. Minha mãe aproveitava sobras de linho das suas costuras e pedia a minha bisavó para por um crochezinho.
Olhe a delicadeza do detalhe:


Procuramos tanto nos shoppings da vida, coisas que nos façam felizes, mas a felicidade está nos pequenos detalhes. Isso eu aprendi com minha mãe que exercitava em mim o ato de ser feliz.

Deixo com você as flores que bordei quando menina, pois as flores são o retrato de Deus para nos alegrar.
Abençoado fim de semana!

11 comentários:

AnaCristina disse...

uau, sao maravilhosas as toalhinhas com o croche e o seu bordado! bom final de semana! BJO BJO

Tunin disse...

O sangue feminino traz na veia este fabuloso dom de fazer tudo muito bonito, como demonstra as ilustrações aqui exibidas. Abençoadas mãos que as executaram. Abração.

margoh werneck disse...

...que vc siga trazendo o que seu coraçao guarda.

Adoooro!!!

Beijo

Valéria disse...

Oi Maria Luiza!
Tenho guardado peças ou pequenas amostras feitas por minha mãe que são como relíquias. Ela também fazia frivolitê, não sei se você conhece, feitos com navetes que tenho guardadas e que era um trabalho de muita delicadeza. Acho tudo isso lindo, mas não tenho o dom embora tenha tentado. O enxoval de meu rimeiro filho bordei todo, mas com o tempo fui relaxando.

Beijos!

disse...

Minha linda, que peças lindasrealmente precisamos de tão pouco para nos sentimos felizes. Também guardo com carinho algumas peças de minha avó e de minha mãe.
dizem não se é verdade, mas uma prima que morou na Holanda por longos anos, disse que por lá as mulheres se dedicam muito às artes manuais devido ao longo inverno que passam e a maioria das mulheres ficam em casa, por isso o amor pelos trabalhos manuais.
Suas palavras perfeitas e reflexivas, adorei.
Beijos meus! cheio de luz e amor!

Rose disse...

Malu, vc me deixou encabulada...rs
Lindas lembranças, merecem sim ser emoldurada o forrinho.
Aqui em casa eu acho coisas que me alegram , basta olhar com olhos de delicadeza.

Bjs.

Veronica Kraemer disse...

Malu querida, eu adoro crochet e também é uma frustração para mim não saber fazer...
Os que você postou são lindos e de uma delicadeza ímpar!
As flores bordadas alegraram meu coração, obrigada!!!
Seu blog é sempre uma dádiva, amo demais!
Te desejo um lindo domingo
Beijosssssssssss
Vero

Eva disse...

Oi Maria Luiza que linda visão para um final de semana, gatinho, crochê e bordado, parabéns, amei, bjooos, bom findi.

Bia Jubiart disse...

Oi Maria Luiza!

Sempre falo que tudo passa, o que fica são os bons sentimentos.

Amei viajar nas suas recordações... As vezes as coisas simples tem um valor muito simbólico em nossas vidas.

Um ótimo fim de semana in family!

Beijoooooooooo

Beth/Lilás disse...

É mesmo, Maria Luiza, as coisas lindas estão nas pequenas coisas, nos pequenos detalhes!
Eu também amo estes artesanatos, antigos então nem me fale! Muito lindos os trabalhos de sua bisavó e mãe. parabéns!
bjs cariocas

Flora Maria disse...

Esse "aproximar o mundo" é muito bom ! Gosto imensamente de conhecer outros lugares, outros povos e culturas.

As relíquias de família são peças preciosas no nosso baú de recordações. Também tenho algumas que guardo - e uso - com carinho.
Beijo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...