quinta-feira, março 15, 2012

BC - AMOR AOS PEDAÇOS


Por tanto amor, por tanta paixão, o amor pelo Tony em mim se eternizou e eu ainda posso encontrá-lo no remanso do meu coração, nas gavetas de minha alma, nos calendários que vão e vem, precisamente nas datas da semana que antecederam às festividades de Santo Antônio, do Dia dos Namorados, naquele ano de 1963. Sim, nessa semana o amor aconteceu fulminante e eterno se tornou  
Não comia, só sonhava e em devaneios sobrecarregados de alegria e felicidade enormes, tão enormes que eu eu flutuava, ensurdecida aos apelos da mãe, do padre e da vilazinha. Na inocência e pureza de meus 13 anos, o amor aconteceu no meu coração e apaixonada fiquei.

"Oh, pedaço de mim



Oh, metade afastada de mim

Leva o teu olhar 

Que a saudade é o pior tormento

É pior do que o esquecimento

É pior do que se entrevar" 

Ah! Dia dos Namorados! Um encantamento indescritível foi tomando posse de meu ser.
Presente?  O que dar? Como achar naquele tão tacanho patrimônio?
E o presente dele veio.
Veio numa linda caixa cor de rosa. Ao abri-la, um estremecimento tomou-me por inteira. Era o objeto que eu só via nas telas de cinema e nas penteadeiras chiques. Dentro, era forrada de cetim rosa, todo franzido e sobre o cetim uma escova de cabo prata, um pente e duas caixinhas redondas. Alguém se lembra desses jogos de penteadeira? Ah! Como eu queria achar uma outra assim!


E um pedaço daquele presente , daquele encantamento ainda está aqui! A tampa de uma das caixinhas redondas. A menorzinha delas.

Oh, pedaço de mim



Oh, metade exilada de mim


Leva os teus sinais
Que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco
E evita atracar no cais 


Sempre, essa tampinha esteve na gaveta do criado - mudo. Meus três filhos e agora, uma neta, nunca perguntaram de que se tratava e nunca a incomodaram, ou sequer a pegaram para com ela brincar. Sempre permaneceu ali, na gaveta, muda, mas testemunha daquele dia em que os sinos tocaram, as velas juntas se consumiram por igual  consolidando um amor eterno.


Oh, pedaço de mim



Oh, metade amputada de mim



Leva o que há de ti

Que a saudade dói latejada
É assim como uma fisgada
No membro que já perdi
Oh, pedaço de mim
Oh, metade adorada de mim
Leva os olhos meus

Que a saudade é o pior castigo

E eu não quero levar comigo
A mortalha do amor
Adeus


( Chico Buarque)

Fica assim registrada a minha participação na BC Amor aos Pedaços
.Obrigada, queridas meninas!
Momento belo.
 Momento ímpar

LuzdeLuma.blogspot.com                           ROSA
Espiritual-idade.blogspot.com                     ROSÉLIA
PublicarParaPartilhar.blogspot.com             RUTE


Respeito por você;
Respeito pelos outros;
Responsabilidade sobre suas ações.
(Calu)

51 comentários:

Sandra Portugal disse...

Hoje eu estou ENCANTADA com a BC fases do Amor!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Orvalho do céu disse...

Olá, querida amiga Maria Luíza

"Somente quem ama e se permite amar
é que detém o tesouro do
verdadeiro
AMOR!
(Kiro)

Mais uma emoção rola no ar... que maravilha poder contar com tanta gente impregnada de amor!!!
Encantada por assim dizer... Enamorada pela vida...
Amando o amor...
E pelo Amor sendo amada...

Menina de Deus, estamos as duas nu amor encantado e eterno... viva o nosso Deus que nunca nos abandona!!!
Amei o poema escolhido e vibrei ao ler cada estrofe e versos tão profundos e condizentes com a realidade dos enamorados...
Obrigada pela sua participação e carinho, tá??

"Orvalhou o próprio Céu ante a face do Senhor"...
Bjm encantado e tenhamos paz no coração que Deus cuida de nós, amiga.

✿ chica disse...

Que emocionante e linda participação. O amor em pedacinho que está dentro do teu coração até hoje.]

Lindo tudo e lembro bem desses conjuntos de espelho,escova e pente.Era chique ter e ganhar, presentear... LINDO! ADOREI! beijos,chica

Bia Jubiart disse...

Bom dia Maria Luiza!

Me emocionei... Grata por compartilhar esse lindo e terno e eterno pedaço de amor...

Um dia iluminado p/ vc!

Beijoooooooooo

disse...

Fazer chorar não vale viu???
emocionante sua participação minha linda.
Seu texto perfeito para essa participação na BC amor aos pedaços.
"Oh, pedaço de mim
Oh, metade afastada de mim
Leva o teu olhar
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento
É pior do que se entrevar"
Isso é lindo demais, comentar impossível.
Beijos e parabéns!

Clara disse...

Eu tinha um conjunto desse, eu era menina ainda e era todo azulzinho, não era chique como o seu, era de plástico. Brinquei tanto que logo se quebrou tudo.
Acho que foi o meu primeiro presente de "mocinha".

Adorei sua história e adorei me lembrar desse conjuntinho feminino que infelizmente não existe mais.

Beijos

Duas Moças Prendadas disse...

Oi Maria Luiza, que post mais encantador , tanto amor transbordando .Que coisa mais de compartilhar !
Beijo!

Lúcia Soares disse...

Maria Luiza, qeu amor lindo e que dura além da morte. Esse é o verdadeiro encantamento que o amor trás consigo, de ser eterno.
Acredito no amor assim, pleno.
Ganhei e tenho até hoje, um estojo para cuidar das unhas. Está feio, amarelado, mas quem disse que ouso jogá-lo no lixo?
Linda a letra de Chico, caiu como uma luva no texto.
Beijo!
www.luciahsoares.com

Socorro Melo disse...

Maria Luiza,

Aqui estamos nós, mais uma vez, nos encontrando...

A sua história de amor, o seu encanto, já conhecia de outra BC, mas, confesso que me emocionou grandemente, a sua nova forma de contá-la, aliás, histórias fortes sempre nos encantam, pois, elas se perpetuam.

Beijos e encantos
Socorro Melo

Socorro Melo disse...

Maria Luiza,

A sua história de amor, o seu encanto, eu já conhecia de outra BC, mas, confesso que me emocionei grandemente, pela nova forma de contá-la. Histórias fortes e intensas, se perpetuam e nos contagiam.

Beijos e encantos
Socorro Melo

Anne Lieri disse...

Luiza,fiquei apaixonada por esse texto!Que maravilhosa história de amor!Uma simples tampinha contem tanto a nos contar!Ficou linda sua participação!bjs,

Yasmine Lemos disse...

A letra de Chico já diz tudo sobre sua saudade. Belo post a foto fala muito mais do que qualquer texto.
beijos

Valéria disse...

Oi Maria Luiza!
Menina, sou história intercalada por estes versos doídos de amor foi emocionante. Lindas lembranças eternizadas.
Beijo carinhoso!

Lulu on the sky disse...

Muito linda sua história.
Olá! Também participo desta blogagem coletiva.
Big Beijos

Misturação - Ana Karla disse...

Dona MaLu, não tem como não se encantar.
Linda a sua forma de guardar um pedacinho da lembrança que restou e que um dia encantou.
Maravilha.
Xeros

Liliane Blog Sonhar e Ser disse...

oiiii Maria Luíza
que linda participação
que linda homenagem ao amor....
parabéns.
fui viajando em cada pedacinho do texto.
um abraço com carinho

Felipa disse...

Olá, Maria Luiza, eu li o seu texto logo de manhãzinha, foi o primeiro que li desta blogagem e fiquei inspirada a escrever o meu. Não comentei porque não dava tempo mas vim logo que pude.
Parabéns por ter vivido um amor assim, seu Tony teve muita sorte em ter você, também.
Sua postagem está demais, fiquei encantada!
Bjks

Adri disse...

Maria Luiza, que lindo esse pedaço (nosso tema da blogagem de forma literal!) que você guarda de um momento tão especial! Lindo você olhar para a tampinha e lembrar daquele encantamento. Preciosa a sua participação, parabéns :-) Um beijo!

Lucinha disse...

Maria Luiza,

Sua história com o Tony sempre nos emociona.

Com ele você viveu tudo, desde o encantamento.

Como isso não aconteceu comigo, eu preferi não falar na minha participação. Dói dentro de mim não ter sido um encantamento até o final da vida.

Acabei de vir da Felipa e amei o relato dela. Gosto de ler histórias como as de vocês.

Linda participação.

Beijos

Tetê - Sem Neuras disse...

Maria Luiza... Brilhante a sua participação! Estou encantada e emocionada! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

marcela disse...

Ai! Que lindo!
Maria Luiza, vc me fez chorar...
me comove esse amor que é tatuagem na alma
parabéns!

Virginia Jesus Fassarella disse...

Maria Luiza, sua história de amor é uma das histórias mais lindas que já conheci. Beijos.

Calu disse...

Um encantamento que se tornou magia perpétua.Que maravilhosa história de amor escrita nas estrelas que são vcs dois.
Como faz bem sabermos de histórias assim, Malu.
Bjkas,
Calu

Esplendor da Criação disse...

O eterno AMOR a eterna lembrança, guardada como um tesouro que encantou seu coração. Verdadeiro e lindo! Bj.

Anônimo disse...

Aí que saudade que dá! Os primeiros presentes são sempre inesquecíveis.
http://anabelaemblogagenscoletivas.blogspot.com/

Edilma::.. Maria disse...

Oi, o seu texto é lindo. E a música de Chico Buarque na composição ficou maravilhosa. Uma das coisas boas de participar do Amor aos Pedaços é essa interação. É a descoberta de outros lugares. O seu. beijos ;)

adaobraga disse...

Fiquei encantado com sua participação. Linda sua história. Marcante seu romantismo. E a blogagem, além de revelar, está criando laços entre tantos de nós com histórias semelhantes, pontos geográficos tão distantes.

Parabéns!

Regina F.Murbach disse...

Oi amiga, sei o quando amou e ainda ama O Tony, pude viver e sentir ao seu lado esse amor etrno entre vcs. Lindo de se vê e conviver. Também estou para fazer minha blogagem mais ainda não tive tempo para parar e pensar com carinho sobre esse amor que invade nossa vida. Um forte abraço Regina.

jorge vicente disse...

Mas que belo texto, minha Amiga!!

Muitos abraços!!!
Jorge Vicente

RUTE disse...

Querida Maria Luiza,

nós é que agradecemos o compartilhar das memórias do seu Tony. Suas participações na BC Fases da Vida são inesquecíveis e pelo jeito, as participações na BC Amor aos Pedaços serão igualmente marcantes para a plateia que lê você.

O seu romantismo é contagiante. O seu amor, eterno. Muito provavelmente noutra vida vocês voltarão a estar juntos no plano fisico.
Beijinhos.
Rute

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Bom dia... e que história! Lindas fotos!
E quanto amor guardado na gaveta! parabéns por lembrar desta vida e compartilhar!
Beijos, que vc tenha uma ótima sexta-feira e um fim de semana de muita paz e boas energias...
CamomilaRosa

ღα૨gѳђ ખ૯૨ท૯૮ઝܟ disse...

Sem palavras...só emoçao e meu abraço.


Beijo

Bel Rech disse...

Fiquei emocionada, por ver estes pequenos detalhes do amor, do encantamento do primeiro presente...Não precisa ser muito, mas precisa bater lá o fundo..quanta nostalgia deste tempo que não volta mais, ficaram as cartas, as flores amassadas no diário, as fotos que importam somente ao meu maior segredo..
Doce encantamento...
Paz e bem

Luciano A.Santos disse...

Maria LUiza, estou encantado de poder ler tantas histórias de amor, e não posso deixar de desejar que um semelhante esteja em algum lugar esperando por mim. Adorei sua postagem, um grande abraço e bom fim de semana.

Zilda Santiago disse...

Ai que delícia!!!Sensacional abrilhantar seu encantamento com o gênio Chico Buarque!!!Encantamento,fase que precisamos entender os porques de ser como é!!!Bjs .Estou com postagem em dois blogs tentando mostrar algo mais.
zildasantiago.blogspot.com
rumoslibertadores.blogspot.com

Raïssa Rezende disse...

Que saudade..... Que coisa linda....

Milaresendes disse...

Muito linda sua história de amor no encantamento que aparentemente perdura até o presente na tua alma...
Obrigado pela visita!
Bjkas
Mila

Tetê - Sem Neuras disse...

Ué... você não conhecia o Avaliando a Vida? Assim que tiver um tempo vá ao Cadê Tetê? (http://cadatete.blogspot.com) que lá tem link para todos os meus blogs. Alguns não recebem comentários, mas fique a vontade para entrar e copiar o que quiser, viu? Bjks Tetê

Flora Maria disse...

Esse seu encantamento pelo seu Tony é muito lindo...
Ele nos faz acreditar que o amor é eterno, e atravessa vidas.
Emocionante...

Beijo

Gilmara Wolkartt disse...

Encantada com a sua postagem,como é bom reviver momentos tão lindos!Gd beijo

Veronica Kraemer disse...

Malu querida, que post mais lindo, maravilhoso!
Como sempre, suas palavras tocam meu coração de uma maneira inexplicável.
Você é uma pessoa muto especial, minha Malu, que mora em meu coração.
Te desejo um final de semana abençoado
Bjos
Vero

Silvia disse...

Que lindo, Maria Luiza, a sua 'poesia' misturada à do Chico!... (Amo essa letra...) Uma linda história de amor, não em pedaços, mas inteira, plena, completa... Deu pra perceber que vcs foram muito felizes, que bênção!!...

Teresinha Ferreira disse...

Olá Maria Luiza,
Que momento emocionante. O amor está no ar.
Momento especial para conhecermos outros blogs e nos encantarmos.
Tudo de bom.
www.democratizacaodamoda.blogspot.com

Luma Rosa disse...

Que história!!
Você só tinha 13 aninhos??
Vou te contar: Minha mãe tinha um jogo desse. Tinha um espelho do tipo "Madrasta malvada" de segurar no cabo e mais uma escovinha que parecia de roupas, mais um trekinho que não sei se era para colocar talco ou água. Uma caixinha redonda tinha dentro um pompom para empoar o rosto. Ah, e no lugar do rosa, era azul. Minha irmã ficou com esse jogo e se morássemos na mesma cidade, fotografava para você. Lembro que quando brincava de "mocinha", pegava escondido...
Me encantei com suas lembranças e que me levaram a também me lembrar de várias situações da minha infância. Obrigada pela nostalgia! Obrigada por participar da blogagem!
Beijus,

Teté disse...

Por vezes, ao encontrarmos um pequeno objeto a nossa memória voa no tempo e no espaço, voltando nós à nossa infância, adolescência ou juventude... E isso, sim, é quase um milagre! :)

Beijocas!

Suelen disse...

Que lindo!
Poder ver as marcas do amor e do tempo no seu coração.
Abraço e um ótimo fim de semana,=)

manuela barroso disse...

Oá Maria Luíza,

Uma história de amor que dura até hoje, é um feito só para grandes mestres do amor e partilha.
Linda a forma como tudo acontece..
Abraço

Lina disse...

Olá, Maria Luiza! Mais um pedaço desta linda história de amor entre você e o Tony, que você compartilha connosco. Estes tesouros como a tampa da caixinha, servem para lembrarmos(ainda mais!) de tempos que não queremos esquecer!Também tenho alguns guardados!
Linda a sua participação!
Beijinhos

Renata Boechat disse...

Minha amiga, seus relatos sempre me emocionam!

Sua história de amor é uma das mais lindas que eu já vi,

Que Deus a conserve sempre dentro do seu coração, assim como a pequena tampa da caixinha que ficou...eternamente guardada na memória.

Um grande abraço,
Renata

Toninhobira disse...

Tenho lido estes exercicios amiga este cheio de recordações é emocionante neste saudosismo,mas que parece não ofusca a alegria de te-lo vivido. A musica inserida é doìda demais.
Um abração carinhoso.
Bju no coração.

Gina disse...

E você tem vários "pedaços" guardados, verdadeiras relíquias, impregnadas de amor e lembranças, mas o todo, esse está no seu coração.
Chico Buarque foi uma bela citação.
Bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...