sexta-feira, abril 12, 2013

Raízes que não morrem!

Eita saudades de minha infância querida, na fazenda Santa Maria, onde a bicharada vivia solta, perambulando ao redor da casa, a ciscar e a cacarejar!
Fotografei-as na minha caminhada e alguém que, provavelmente veio do sítio para morar na cidade, não sabe viver sem elas, cercou um lote e está criando essas para o próprio consumo!
Certamente irei para um outro assunto que lembra os "antigamente", mas como as raízes não morrem, lembrarei  que nas hortas, vovó  plantava de tudo, inclusive plantas medicinais, para os chazinhos, implastros, pomadas e outras utilidades. Como essa aqui:

Não é matinho, é arnica que se coloca numa garrafa com álcool e aí vai ficando. Usa-se  passar onde dói e eu própria usava na minha neta em várias situações, principalmente quando ela era picada, quando caia e em muitas situações.
Essa aqui  é a penicilina. Ela tem uma cor linda. 
Eu me encantei porque eu não conhecia.


 Essa miudinha é a calêndula. Não é um amorzinho?
 Não estou podendo pesquisar devido ao meu tempo exíguo. Aproveito para pedir desculpas se não tenho comparecido  a contento, nos  para visitar e comentar nos blogs dos meus  queridos amigos. Assim como na poesia do post posterior, vai passar, tudo passa e passe bem!!!
Beijão!!!

18 comentários:

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Adorei este seu passeio cheio de sabedoria!!! Adoro arnica e vivo olhando por onde passo pra ver se acho o pé! Ótimo remédio para reumatismo!
Adorei o post...obrigada!
Beijos e ótimo final de semana!
CamomilaRosa

Claudia Caprecci disse...

Também lembrou minha infância Maria Luiza.
Meus pais tinham um amigo que era especialista em plantas medicinais.
Qualquer dorzinha que alguém tinha e lá ia o seu Antônio procurar uma erva no seu quintal.
Sexta-feira santa era sagrada.
Dia de colher macela.
Eita tempinho bom!
Obrigada pelas boas lembranças minha amiga!
Beijo grande, abençoado final de semana!

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Oi Maria Luiza!
Muito legal ver essas raízes e aprender mais sobre ervas.
Os antigos sempre foram mais sábios e nós precisos escutá-los mais.
Uma ótima postagem.
abração com carinho

Silvia Mingardi disse...

Olá Maria Luiza!
Quem já viveu assim... sabe o quanto é bom!
Eu também moro na cidade e tenho várias galinhas... essas coisas simples fazem muito bem pra gente...
Arnica realmente é muito bom... tenho uma garrafa aqui de arnica e rubi... essa mistura é muito boa...
Eu conheço essa florzinha... mas não sabia que era calêndula... e essa outra não conheço...
Fica com Deus!
Beijos!

Tunin disse...

Que beleza de resgate! Vivi toda a minha infância no meio de galinhas, porcos, cabras, plantas e flores de diversas espécies. Minha amada avó era mestra no cultivo delas. Para cada sintoma ela tinha uma planta para fazer chá. Crescemos ser precisarmos ir a médico, pois os remédios caseiros dela resolviam a situação.
Amei este post!
Abração.

✿ chica disse...

Lindo post.Adorei ver as amigas penosas,rs e as plantinhas, ervas. Também não conhecia a penicilina! beijos,lindo fds, tudo de bom! Não trabalha muito! chica

Kellen Bittencourt disse...

Oii Maria Luiza, minha mãe usava arnica qdo nos machucávamos, tomávamos tbém chá de confrei p tudo, não sei se conhece esta, mas lembro que no tempo da minha mãe e avó o tal confrei curava tudo rsr abraçosss

Paulo Francisco disse...

Acho interessante as plantas medicinais.
Um beijo grande

Maysa disse...

como vc é uma pessoa profunda M.Luiza gosto de suas postagens mais principalmente de suas palavras leio/releio me fazem bem
forte abraço
elisa

Regina disse...

Maria Luiza querida

Adorei ver um pouco de suas raízes.

Essas plantinhas, além de úteis,

são lindas, né?

beijo carinhoso

Regina Célia

Vida & Plenitude disse...


Raízes são raízes, né, Maria Luiza?! Estão sempre na nossa vida trazendo saudades e alegrias!...
Post muito bom, gostei dessas novidades...

Bom final de semana, aproveite bem...
Bjs

Lucinha disse...

Maria Luiza,

As raízes estão impregnadas dentro de nós, seja lá onde for.
Eu também amo tudo relacionada a roça.
Que galinhada bonita você fotografou.
Arnica, sabe que deve ter aqui e eu não identifiquei. Vou prestar mais atenção nisso.
Obrigada por me fazer lembrar das raízes, e da importância das ervas.
Um lindo final de semana! Beijos

lenalima disse...

Bom dia !
Eu tive o previlégio de viver assim , solta , leve e maravilhosa infância, correndo nos campos, no meio das galinhas e cabras , pois meu pai as criava , eu até sabia tirar leite,kkkk
tbem tirava água de poço!
vivia no meio de muitas flores e muitas verduras e ervas que meus pais plantavam...ai que sdssss de um tempo não tão distante!
Arnica uso bastante.
Adorei! bjssss

ᄊム尺goん disse...

lindo post.

um beijo

JAN disse...

Quanta coisa aprendi hoje!
A Calêndula chega a ser ornamental, né Maria Luisa?!

Abração
Jan

Zizi Santos disse...

Estive viajando , com pouca internet, por isso me ausentei daqui
Agora , retornando vejo seu passeio e suas observações , que delícia
As ervas só nos fazem bem. Arnica, há quanto tempo não vejo um pezinho!
Luiza, tenha um lindo domingo
bj
Zizi

Vida no Campo disse...

muito bom mesmo ,adorei ,beijos tudo de bom

Gina disse...

A arnica tem um cheirinho maravilhoso e me lembra a infância também.
A penicilina não conhecia, que linda!
Tive novalgina quando tinha sítio.
Estou às voltas com uma hortinha pra minha residência nova.
Bjs.