quarta-feira, fevereiro 07, 2018

Botando a cabeça pra funcionar nº 2


Eu quero sempre esse desígnio para mim:
a luta constante em revigorar-se, reacender-se,
porque
perder as forças, a ternura e o encantamento pela vida
jamais!!!
Quero ter fincado em mim sempre 
esse desígnio da natureza, 
quando ofendidas, machucadas, 
aguardam seu tempo e explodem
novamente;
dos animais quando feridos ou doentes, 
se recolhem e dormindo aguardam a melhora!
Como meu caso ontem!
Quero a teimosia da minha alamanda,


que mesmo soterrada por camada de cimento, 
vinda  da chatice de  uma pessoa que flor é estorvo, é sujeira,
 teima e rompendo a camada brota.
Agora, meu pé está dentro de casa e rompe até o muro
para se exibir!
Que linda!


Participe, clicando AQUI

 Beijos!!!

11 comentários:

✿ chica disse...

Um desabafo sincero, do teu viver intenso,. do teu mor pela natureza. ADOREI e que beleza quando a natureza mostra a que veio e se impõe como ali na tua foto...Mesmo cimentada ela venceu! VIVA! Muito legal e lindo! Bela participação! beijos, lindo dia, levei teu link! chica

Nidja Andrade disse...

O bacana da vida é a oportunidade que temos diariamente de conhecer novas pessoas, novas histórias, novos hábitos, dividir novos conhecimento... pois cada pessoa que se aproxima de nós,sempre tem algo a nos ensinar. AbraçO

Anete disse...

Uma linda participação, Maria Luiza. Como a natureza nos ensina!
Amo Alamandas...
Tenha uma feliz tarde. Bjs

Patricia Merella disse...

Querida Maria Luíza,tens toda razão:"perder a ternura e o encantamento pela vida
jamais"!!! Muitos beijinhos!

piteis da dinha disse...

Oi Maria, bt!
Suas participações são sempre maravilhosas. Você ontem estava doentinha?
Espero que não e que tenha se recolhido apenas p/um descanso.
Beijos amiga

Ana Bailune disse...

Com certeza, linda mesmo, e forte!
Tive que desfazer-me de uma que caía sobre o muro do vizinho pois ele reclamou que as flores sujavam seu piso. Doeu muito... ela rebrotava, e a cada vez que rebrotava, era preciso que o jardineiro voltasse a arrancá-la com as raízes, até que meses depois, ela desistiu, e nunca mais voltou a brotar.

Me arrependo de ter atendido ao vizinho.

Lucia Silva disse...

Lindo e necessário seu desabafo, o qual expressa o imenso amor que você tem pela natureza. Bom seria se todos tivessem essa consciência, esse amor, não estaríamos vendo a mãe natureza sendo agredida a todo momento.
Beijos carinhosos!

Ailime disse...

Boa tarde Maria Luiza,
Um testemunho real de quanta maldade existe sobre a natureza, mas quando ela se revolta e se impõe majestosa o nosso coração fica feliz!
Magnífica participação.
Beijinhos,
Ailime

Os olhares da Gracinha! disse...

Uma participação brilhante como já nos vem habituando!
bj

AnaCristina disse...

Toninho disse...

Que linda participação Luiza.
A natureza não se limita e faz das suas por aí.
Linda ilustração da força da natureza ao seu redor.
Gostei muito.
Abraços de paz e luz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...