domingo, abril 22, 2018

Saia do seu quintal...






"Enfeite-se com margaridas e ternuras
E escove a alma com flores
Com leves fricções de esperança
De alma escovada e coração acelerado
Saia do quintal de si mesmo
E descubra o próprio jardim..."

Artur da Távola


 Inspiração ungida!
Sair do nosso quintal é como estar em trabalho de parto
 para sair do ventre materno e tal foi o sofrimento para tanto
 que Deus não nos permitiu senti-lo.
A rotina nos deixa pequeninos demais, 
como a um regaço manso, sem pressa de chegar na sua desembocadura
acomodados, apegados, tristemente ao cotidiano. 
Há belezas nisso?
Como assim? Claro que há!
O segredo é não se afligir.
Enfeite-se, escove a alma diariamente
 com flores, ternuras, esperanças e coração feliz,
e então seu jardim interno renascerá
esplendoroso e perfumado!


Beijos!!!

9 comentários:

Ailime disse...

Boa tarde Maria Luiza,
Que post mais lindo cheio das suas belas e tão profundas palavras com flores maravilhosas a adornar.
Assim deve acontecer.
Que nosso jardim interior esteja sempre florido e cheio de amor.
Um beijinho e ótimo domingo.
Ailime

✿ chica disse...

Isso mesmo. Nada mais animador do que polir, limpar, perfumar a alma e coração a cada dia! ADOREI! beijos, tudo de bom,chica

Os olhares da Gracinha! disse...

Um belo alerta para refletirmos e o olhar é lindo!bj

Jack Lins disse...

Olá querida Maria Luiza
Belas flores fazendo companhia a lindas palavras, que possamos sempre despertar.
Grande beijo

emanuel moura disse...

Belíssimo ler tão bela partilha querida amiga muitos beijinhos felicidades

Patricia Merella disse...

Que lindo amiga! Boa semana,beijinhos!

Zizi Santos disse...

Olá, é muito bom vir aqui e encontrar o seu jardim !
Com palavras de fé e esperança que nos impulsionam com alegria !
uma linda semana para você Luiza

bjs

Betty Gaeta disse...

Oi Maria Luiza,
Nãoconhecia o poema e amei, amei mais ainda a sua complementação.
Beijos

lenalima disse...

Adorei esse poema, vamos nos enfeitar de flores, encher nossa alma do seu perfume.

Sabes que não sei porque, nunca plantei margaridas!

E eu as amo, minhas nonas tinham belos canteiros delas, grandes e pequenas.

Um abraço com carinho querida amiga!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...